Um dos principais desafios para a contenção do coronavírus está na conscientização sobre o que é a pandemia para quem não tem acesso aos múltiplos recursos tecnológicos de informação, e tampouco às práticas consideradas básicas, como a higiene adequada das mãos. Esse é o caso de muitas pessoas que frequentam o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD IV) Centro Céu Aberto, mantido pela AESC, em Porto Alegre (Rua Comendador Azevedo, 97), no Quarto Distrito. Para os usuários do serviço, dentre os quais 85% se autodeclaram em situação de rua, a alternativa encontrada por profissionais da saúde foi criar o Pagode da Covid, uma composição com linguagem simples, direta e esclarecedora. A música, que foi elaborada em abril, é cantada junto aos pacientes do CAPS e já tem link no YouTube: https://youtu.be/tP_t4Kfo-14.

“Nossos profissionais, com olhar sensível à realidade da saúde mental e ao contexto da população de usuários que vivem em cenas abertas de uso, criaram essa mensagem educativa e de conscientização. A equipe precisou pensar uma abordagem por meio da música que pudesse levar aos cuidados e o autocuidado para cada um deles”, explica a coordenadora do CAPS IV, Danara Dall Agnol. A música teve como compositores a enfermeira Mikeli Florencio Montier e os técnicos de enfermagem Anderson Ataídes Lima, Clayton Silva dos Santo e Álvaro Jean Scarparo, também responsáveis pela animação com os instrumentos.

A gestora complementa que essa ação integra o Plano de Contingência para Enfrentamento dos CAPS AD da AESC, adotado desde o dia 23 de março, envolvendo a preparação dos profissionais com apoio dos colegas da CIPA; abordagens sobre a saúde mental o trabalhador; rodas de conversa, espaços de expressão e de relaxamento.

 

Confira o Pagode do Corona

Moro no Sul vou contar, e Porto Alegre é a cidade,
comprei jornal da manhã, pra saber das novidades
Moro no Sul vou contar, e Porto Alegre é a cidade,
comprei jornal da manhã, pra saber das novidades
Fique em isolamento, COVID não é brincadeira.

Nego Álvaro vai contar pra vocês, que não falamos besteira.
Mantenha o distanciamento, evite aglomerações
Te oferecemos um abrigo, cuidado e orientações.

Sendo Jovem ou idoso, isso não vai importar
Se não tiver o cuidado “cumpadi”, o vírus vai te pegar.

Essa tal pandemia, isso não é brincadeira
Fique em casa, fique em casa e respeite a quarentena.

Moro no Sul vou contar, e Porto Alegre é a cidade,
comprei jornal da manhã, pra saber das novidades
Moro no Sul vou contar, e Porto Alegre é a cidade,
comprei jornal da manhã, pra saber das novidades.

Dezenove não é vinte, pra você ficar esperto,
quem lhes manda essa mensagem é o CAPS Céu Aberto.

Lave bem as suas mãos, isso profilaxia,
não esqueça o álcool gel lá no cantinho da sua pia.

Usuário meu amigo, evite aglomerações
se estiver tumultuado deixe para chegar depois,
não divida objetos e vamos beber muita água,
rede saúde está aqui para te auxiliar na caminhada.

Dezenove não é vinte, trinta e sete não é febre,
fique esperto nos sintomas pra que o vírus não te pegue
Tosse secam febre alta, falta de ar e dor no corpo.

Fique esperto com sua vida que ninguém quer te ver morto

Moro no Sul vou contar, e Porto Alegre é a cidade,
comprei jornal da manhã, pra saber das novidades
Moro no Sul vou contar, e Porto Alegre é a cidade,
comprei jornal da manhã, pra saber das novidades 
Fique em isolamento, COVID não é brincadeira.

Deixe uma resposta

Fechar Menu