A Gestão do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes (HNSN), mantido pela Associação Educadora São Carlos (AESC), vem por meio deste manifestar-se, de forma a manter sua conduta de transparência com a comunidade de Torres e região, a respeito de duas questões: 1) o óbito de paciente ocorrido em 16 de abril de 2020, cuja confirmação para COVID-19 ocorreu após o falecimento; 2) sobre a estrutura do Hospital para atendimentos.

Questão 1:

No dia 16 de abril, um paciente domiciliado em Arroio do Sal veio a óbito nas dependências do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, após ter sido internado no dia 11 de abril. Devido à suspeita de coronavírus, houve a coleta de amostra para exame e a imediata notificação à Secretaria de Saúde do município de residência do paciente, bem como à sua família.

Durante todo o período de internação no HNSN, o paciente estava em precaução de contato e de gotícula, e foi mantido em ambiente isolado, respeitando-se todas os protocolos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Após seu óbito, na madrugada, o Hospital fez o comunicado à família, que encaminhou o serviço funerário para o traslado desde o HNSN até Arroio do Sal. Em atenção à Nota Técnica 04/2020 da Anvisa/Ministério da Saúde e ao Guia de Orientação da OMS sobre o gerenciamento seguro de corpos no contexto da COVID-19, os profissionais do Hospital colocaram a etiqueta de Risco Biológico – coronavírus, devido à suspeita já referida.

A confirmação de que o paciente estava com coronavírus ocorreu no mesmo dia 16 de abril, porém, à noite (às 21h), depois de ter ocorrido o traslado para velório.

Em relação aos serviços funerários, a Assistência Social do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes entrou em contato com diversas funerárias da região, no dia 27 de março, informando sobre a Nota Técnica 04/2020 – Anvisa e quais seriam as medidas adotadas pelo Hospital no caso de óbitos.

Questão 2:

O Hospital Nossa Senhora dos Navegantes dispõe, atualmente, de cinco leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) abertas. O trâmite para habilitação dos outros cinco leitos, inaugurados em 2018, está em andamento desde a entrega da obra. A operação total somente será iniciada após a habilitação formal via Ministério da Saúde (MS). Para abri-los, é necessário que estejam habilitados e constem no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). Essa questão depende do Governo Federal, devido ao orçamento para manutenção desse conjunto de leitos.   

Em relação à COVID-19, o HNSN segue o Plano de Contingência da COVID-19 da Secretaria Estadual de Saúde, devendo remover os casos para instituições de referência.

O Hospital Nossa Senhora dos Navegantes reitera que toda e qualquer manifestação institucional ocorrerá somente por meio de sua assessoria de imprensa e canais de comunicação oficiais da Associação Educadora São Carlos, sua mantenedora, como o site www.aesc.com.br.

 

Direção do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes
Torres, 17 de abril de 2020.

Deixe uma resposta

Fechar Menu