Profissionais do Hospital Santa Luzia com representantes do movimento Todos pela Saúde | Divulgação

Um suporte para fortalecer a gestão hospitalar antevendo situações de crise, auxiliar profissionais da saúde, suprir recursos técnicos e a necessidade de equipamentos de proteção individual (EPIs) para o combate à pandemia de coronavírus. É dessa mobilização nacional, chamada Todos pela Saúde, que o Hospital Santa Luzia será um dos beneficiários.

Liderado pelo Banco Itaú e Hospital Sírio-Libanês, o trabalho começou em meados de abril de 2020 e conta com a participação de profissionais de referência na saúde para gerenciar e distribuir recursos materiais e oferecer consultoria especializada. O banco provê a soma de R$ 1 bilhão para desenvolver a iniciativa, enquanto o Sírio-Libanês coordena as ações.

Para participar, o HSL montou uma equipe multidisciplinar que abastecerá uma central nacional de controle com informações que ajudarão a monitorar as necessidades da unidade de saúde com o cruzamento de dados sobre a região. De acordo com a gerente administrativa do Hospital, Aline Sassi, as contribuições da equipe que esteve em Capão da Canoa vão além.

“Fizemos exercícios importantes como simular situações de uma grande crise, na qual pudéssemos ficar sem suprimentos, sem leitos e com afastamento de pessoal devido a um cenário de caos. Como não estamos habituados a catástrofes no Brasil, esse tipo de consultoria nos auxilia a enxergar possibilidades que nem sempre estão no nosso horizonte”, afirma.

Deixe uma resposta

Fechar Menu